Impermeabilização para piso: entenda como fazer


28 de março de 2016
Impermeabilizantes

impermeabilização para pisoImpermeabilização para piso

nas edificações

Impermeabilizar pisos ou superfícies de pavimentos superiores é de essencial importância na construção civil pois proporciona preservação e conservação ao longo do tempo para toda a estrutura da edificação.

Problemas de infiltração e umidade podem causar problemas de deterioração, grandes estragos e prejuízos ao patrimônio, em diversos elementos da construção. Estes impactos podem ocorrer na estrutura, acabamento, pintura, provocar descolamento de pisos e azulejos diretos e indiretos (de outras áreas e andares inferiores) e inclusive problemas nos elementos da estrutura elétrica, dentre outros.

Para evitar problemas desta natureza, o uso de impermeabilizantes líquidos como o Icoper torna-se fundamental. É possível utilizar o impermeabilizante até mesmo sobre pisos.

Impermeabilização para piso na prática

Veja o vídeo que preparamos e o passo a passo para um procedimento de impermeabilização para pisos e lajes.

  1. Limpeza:

    Para a melhor proteção de qualquer superfície, recomenda-se antes do uso de impermeabilizante líquido, a limpeza completa da área, de modo a não deixar sujeiras que impeçam a penetração adequada do produto na superfície. Isso evitará que mais tarde haja infiltração em áreas isoladas que são difíceis de descobrir.

  2. Primeira demão:

    A primeira demão de um impermeabilizante líquido é chamada de Prime, isto é, a camada responsável por absorver-se eficientemente na superfície para evitar que mais tarde toda a impermeabilização descole da área aplicada. Para isso, separa-se uma quantidade do produto e dilui-se a cerca de 50% de água (ou 200g por metro quadrado), para que fique fino suficiente para penetrar à superfície em que será aplicado.

  3. Segunda demão:

    Após cerca de 4 a 6 horas, tempo estimado para a secagem do Prime, pode ser aplicada a segunda demão, que será feita com o produto puro e sem esticá-lo, utilizando o máximo de sua espessura. O Icoper é um produto cremoso e bastante espesso, por isso deve ser aproveitado ao máximo a sua densidade para fechar completamente a área de impermeabilização.

  4. Terceira demão:

    Assim como na de-mão anterior, cerca de 4 a 6 horas depois, passa-se novamente a camada de impermeabilizante de modo espesso e concentrando-se nas áreas mais afetadas pela umidade ou infiltração, se houverem ou em áreas potencialmente atingidas. Com o mesmo tempo de secagem, a sua impermeabilização terá terminado.

Conceito importante: Impermeabilizantes são eficientes apenas à Pressão Positiva

Em qualquer processo de impermeabilização recomenda-se aplicar o impermeabilizante sempre considerando a direção da fonte de geração de umidade ou infiltração.

Por exemplo, quando há infiltração, percebemos ela por meio de manchas na parede ou no piso mas a umidade, na maioria dos casos, está infiltrando pelo outro lado da laje ou parede. Ou seja, sua origem é externa à mancha verificada na parede. Isso significa que devemos impermeabilizar o local onde a umidade está entrando e não o local da mancha. Assim, a pressão de umidade se dará sob o impermeabilizante que é capaz de barrar a umidade. Se a impermeabilização fosse feita do lado errado, oposto à direção de origem da umidade, ocorre o problema da pressão negativa e não ocorre a proteção da construção devidamente.

Se você tem alguma dúvida ou comentário sobre nosso artigo deixe nos escreva, nos comentário deste post, no Facebook ou envie um e-mail pelo menu Contato. Na página do Produto Impermeabilizantes você também pode encontrar mais informações e se necessário não hesite em nos ligar, será um prazer atender você.

Veja ainda, o vídeo abaixo que mostra alguns exemplos de aplicações de impermeabilizante em pisos e lajes.


Dúvidas?

Deixe sua pergunta ou comentário!


Deixe uma resposta